Inaugurado em Umuarama o primeiro banco de leite humano da região

12/11/2021 Norospar

Umuarama tem agora um Banco de Leite Humano, resultado do trabalho iniciado há quatro anos na Maternidade Regional de Umuarama – Norospar, que abriu um posto de coleta em parceria com a 12ª Regional de Saúde e o Rotary Clube Umuarama Catedral. A unidade, inaugurada nesta quarta-feira (10), funcionará no Centro Mãe Paranaense e será responsável pelo processamento do leite materno coletado na cidade e na região, operação que até agora precisava ser realizada em Cascavel.

Investimento

A Implantação do serviço é um importante avanço para a saúde da população materno-infantil da região e foi possível graças ao apoio do Rotary Internacional, Fundação Rotaria e Distrito 4630, que juntos investiram R$ 275.908,03, para aquisição dos equipamentos necessários para captação e pasteurização do leite humano recebido, que garantirá toda a segurança e qualidade alimentar ao produto, tão precioso dentro das UTIs Neonatais. É o primeiro projeto de subsidio global entregue por um clube de Rotary de Umuarama à comunidade da região.

Em contrapartida, a NOROSPAR investiu na estruturação do espaço do físico, aquisição de equipamentos complementares, insumos e recursos humanos para a realização dos processos operacionais, além de todo custeio e manutenção do BLH. O Banco de Leite Humano de Umuarama irá funcionar anexo às dependências do Centro Mãe Paranaense. Todo o serviço de atendimento às lactantes, coleta e recepção do leite doado continua sendo realizado no Hospital Norospar, onde o Posto de Coleta de Leite Humano já existente foi ampliado e readequado.  A qualificação da mão de obra para processamento desse produto foi realizada no Banco de Leite Humano de Londrina, que é referência no Estado do Paraná.

Ampliação do atendimento

A coordenação do Banco de Leite Humano de Umuarama será feita pela fonoaudióloga do Norospar, Daiane Augusto Caetano Ribeiro. Ela conta que em quatro anos o posto de coleta da maternidade atendeu mais de mil mulheres, coletou 800 litros de leite e beneficiou 500 bebês prematuros. “Agora, trabalhando com equipamentos para pasteurização do leite aqui em Umuarama, poderemos ampliar o atendimento aos recém-nascidos, reduzindo ainda mais os índices de mortalidade infantil, já que o produto dura até seis meses”, detalha.

Rede de apoio
O Banco de Leite da Norospar irá formar uma rede de apoio, composta por organizações governamentais e não governamentais, universidades, empresas e pessoas da comunidade. Esse apoio se dará por meio da realização de campanhas, envolvendo Umuarama e os 21 municípios da 12ª Regional de Saúde, ampliando não apenas a captação e oferta de leite humano, como também a assistência às mulheres que estão amamentando.

Centenas de vidas salvas

Durante a inauguração,  prefeito interino Hermes Pimentel destacou o trabalho iniciado pelo Rotary em parceria com o Norospar em Umuarama, transformando-se em um projeto que já salvou centenas de vidas. “É realmente uma satisfação estar aqui neste momento e ver que o Rotary mais uma fez está fazendo muito bem seu papel de apoio à sociedade. Junto da Maternidade Regional Norospar, o trabalho dedicado de profissionais competentes resulta em garantia de vida de bebês que nascem em toda a região de Umuarama”, comentou.

O governador do Rotary Distrito 4630, Nilson Pereira de Godoy, agradeceu o trabalho de todos da unidade, destacando o empenho de Valdete Sperandio Cruz, do Rotary Clube Umuarama Catedral, que participa ativamente de projetos de respeito e valorização da vida. “Doar leite é também doar vida. Continuemos trabalhando unidos pela população que mais precisa”, pontuou.

O Banco de Leite Humano de Umuarama tem toda a estrutura necessária para coletar, processar e distribuir o leite humano a bebês prematuros e de baixo peso, com salas de recepção, orientação, pasteurização, armazenamento e futuro laboratório de análises biológicas. “Vale destacar que continuaremos com o nosso posto de coleta funcionando normalmente na Maternidade/Norospar”, salienta Daiane.

Nascer em Umuarama

A Secretaria Municipal de Saúde participa do projeto de coleta de leite materno desde sua idealização, dentro de ações do Programa Nascer em Umuarama, que busca a captação das gestantes, orientando e incentivando-as para o ato de amamentar. “Trabalhamos um processo de solidarização dessas mães, apresentando a realidade de outras mamães que enfrentam dificuldades com seus filhos internados na UTI neonatal e que não podem dar de mamar. O resultado é muito positivo”, comenta Jaqueline Borges, coordenadora do programa, acrescentando que campanhas para arrecadação de potes de vidro são feitas sem interrupção junto à sociedade.

© 2022 - Todos os direitos reservados | Desenvolvido por